top of page

Como descobrir o açúcar escondido nos rótulos

O aumento do consumo de açúcar está implicado de forma direta e indireta com o aumento do risco de inúmeras doenças, como a diabetes, síndrome metabólica, doenças cardiovasculares, acne, e alguns tipos de cancro.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), considerou o açúcar como o “veneno” do séc. XXI, e recomenda que o consumo de AÇÚCAR ADICIONADO não ultrapasse os 10% do total de calorias por dia, sugerindo ainda que o ideal seria não ultrapassar os 5%. Nós apenas controlamos a quantidade de açúcar que adicionamos em casa. E então o açúcar que é adicionado pela industria aos produtos alimentares que compramos? Como conseguimos controlar?

A boa noticia é que é obrigatório colocar todos os ingredientes no rótulo, e por isso te tem açúcar tem que constar na lista de ingredientes.

A má noticia é que não é obrigatório colocar a quantidade de açúcar adicionado. Ou seja, na tabela de composição nutricional, o valor dos: "Hidratos de carbono... dos quais açúcares" - equivale à soma de açúcares naturalmente presentes no alimento e dos açúcares adicionados.


Dica: A lista de ingredientes vem por ordem decrescente de quantidade, ou seja, o primeiro ingrediente é o que tem em maior quantidade e o último e que vem em menor quantidade. Podemos sempre avaliar qual o lugar da lista ocupa o açúcar.


Outra má noticia é que na lista de ingredientes o açúcar pode vir "disfarçado" de vários nomes, pois existem várias formas de adicionar açúcar aos produtos alimentares, nomeadamente na forma de aditivos alimentares - os açúcares reduzidos ou polióis e os edulcorantes intensos por exemplo!

Alguns nomes que pode já ficar atento:






12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page